» REACH TRAINING 2018 - Elabore Propostas Competitivas para Projetos com a Comissão Europeia
» REACH EUB-DAY 2018
» ILTC lança Curso Raiz
» 4ª chamada do programa Horizon 2020 será tema do Seminário REACH EUB-Day
» ILTC disponibiliza videos do Seminário Saúde Pública em canal Youtube
» Doris Ferraz de Aragon é homenageada pela SBC

 


Visite o site do projeto

www.projetoeuclides.iltc.br

 

Editoria:
Prof.a Anabelle Loivos Considera Conde Sangenis
Telefax: (0xx21) 2707-4103

 

 

 



Boletim informativo do Projeto

Página oficial do Projeto "100 Anos sem Euclides"

O Projeto "100 Anos sem Euclides" inaugura sua página oficial na Internet (www.projetoeuclides.iltc.br) e tem o prazer de divulgar as suas mais recentes conquistas, tais como: a legitimação, pelo Ministério da Cultura, do sub-projeto "Quatro Cantos de Euclides", livro de literatura infanto-juvenil do escritor Thiago Cascabulho, que foi autorizado a captar recursos via Lei Rouanet no último dia 22 de abril (veja mais); o sub-projeto do Seminário Internacional "100 Anos Sem Euclides" também já entrou na pauta da próxima reunião do Conselho de Cultura (MinC), e a sua aprovação é iminente; o Projeto "100 Anos Sem Euclides" estará na FLIP - Feira Literária Internacional de Paraty, em julho de 2009, grande vitrine internacional no âmbito da literatura, apresentando o livro "Quatro Cantos de Euclides", numa grande agitação cênica pelas ruas da cidade histórica do sul fluminense.

Lançamento de Concurso de Trovas sobre Euclides da Cunha, no âmbito dos países de língua portuguesa

Os professores Anabelle Loivos e Luiz Fernando Sangenis acertaram mais uma parceria para o projeto "100 Anos Sem Euclides", na cidade de Cantagalo: trata-se da representação dos trovadores locais, através da poeta cantagalense Ruth Farah Lutterbach, que organizará um Concurso de Trovas sobre Euclides da Cunha, em 2009, no âmbito dos países de Língua Portuguesa. A premiação às trovas vencedoras do concurso acontecerá dentro da programação do Seminário Internacional "100 Anos Sem Euclides", em setembro de 2009, na terra natal de Euclides.

Espetáculo Quatro Cantos de Euclides na FLIP 2009 (Paraty)

No último domingo, 28 de abril, reuniram-se em Paraty o escritor Thiago Cascabulho; os representantes do Coletivo teatral Sala Preta, Rafael Crooz, Bianco Marques e Danilo Nardelli; o produtor cultural Marcelo Bravo; os agitadores culturais Ailton e Tatiana Lima; o Diretor Cultural da Casa de Cultura de Paraty, Marcio Franco, e a professora Nathalia Cianni, para discutir a apresentação da adaptação para o teatro do livro "Quatro cantos de Euclides", durante a FLIP de 2009. Leia toda a notícia clicando aqui!

Conclusão do curso "Letras Verdes em Euclides da Cunha", certificado pela UFRJ, na Coordenadoria Serrana I (da SEE-RJ)

O curso foi ministrado pela Professora Anabelle Loivos, da Faculdade de Educação da UFRJ, para 32 professores das redes pública e particular de ensino dos municípios de Cantagalo, Cordeiro e Macuco, que conheceram e discutiram fontes histórico-literárias sobre Canudos (BA) e fatos sobre a belle-époque amazônica e a carioca. Foi ressaltada a presença de Euclides da Cunha neste cenário cultural, descrevendo, com sua paixão peculiar e seu rigor científico, tanto o sertão quanto a selva. Foram feitas leituras expressivas e comparadas de trechos de "À Margem da História", "Peru versus Bolívia" e "Contrastes e Confrontos", os trabalhos da fase amazônica de Euclides da Cunha. O curso buscou ser uma atividade de formação continuada, para que esses profissionais de educação sejam multiplicadores da obra euclidiana junto aos alunos das escolas de educação básica. Os professores que participam do curso tiveram acesso a materiais didáticos sobre o tema e dicas para sua utilização em sala de aula. São vídeos, fotos, músicas e outros meios que dinamizam a linguagem euclidiana, para torná-la mais acessível aos estudantes dos ensinos fundamental e médio.

Reunião com a Gerência de Comunicação da LAFARGE (Cimento Mauá)

Os professores Anabelle Loivos e Luiz Fernando Conde Sangenis, além do escritor Thiago Cascabulho, foram recebidos na sede da LAFARGE, no Rio de Janeiro, pela gerente de Comunicação Social da Empresa, Patrícia Josuá, para apresentarem as duas ações que são o "carro-chefe" do Projeto "100 Anos Sem Euclides": o Seminário Internacional "100 Anos Sem Euclides" e o Livro Infanto-Juvenil "Quatro Cantos de Euclides". A empresa mostrou-se bastante interessada no projeto, e solicitou mais detalhes orçamentários sobre as ações, a fim de estudar a viabilidade de patrocínio para o ano de 2009. Feito este contato inicial, a LAFARGE retornou com a opção de aguardar a entrada do projeto no Ministério da Cultura, para captação de recursos via Lei Rouanet, oferecendo ao Conselho Executivo do Projeto uma carta de anuência onde se coloca como potencial patrocinadora das ações supracitadas, que contemplam plenamente a linha de responsabilidade social da empresa. A parceria está lançada; basta aguardarmos os trâmites internos do MinC para voltarmos a conversar com a LAFARGE - cuja fábrica de Cimento Mauá em Cantagalo fica sediada exatamente no lugar em que Euclides da Cunha veio ao mundo (a Fazenda da Saudade, em Santa Rita do Rio Negro - hoje, Euclidelândia).

Encontro com o Dr. Cícero Sandroni, presidente da Academia Brasileira de Letras

Os professores Anabelle Loivos e Luiz Fernando Conde Sangenis foram recebidos na Academia Brasileira de Letras, no Rio de Janeiro, pelo seu presidente, Dr. Cícero Sandroni. Foi uma agradável conversa de pouco mais de uma hora, no gabinete da presidência, momento de troca de experiências e de partilha de ideais e projetos concernentes ao mote do centenário de desaparecimento de Euclides da Cunha. O Dr. Cícero aceitou o convite para proferir uma conferência no Seminário Internacional "100 Anos Sem Euclides", representando a Academia Brasileira de Letras, e ainda propôs parcerias da ABL com o Projeto, a fim de aproveitar a vinda de vários pesquisadores e estudiosos euclidianos (do Brasil e do Exterior) para a montagem de um ciclo de palestras na Casa de Machado. O presidente da ABL colocou à disposição o auditório da instituição, para exibição dos filmes que também fazem parte da programação do Seminário, além de oferecer apoio para o traslado dos palestrantes quem vêm do exterior. Em nome do Projeto "100 Anos Sem Euclides", os professores Anabelle e Luiz Fernando se colocaram totalmente à disposição da ABL, para inclusive ajudar na organização de um evento euclidiano na Academia, a pedido do Dr. Cícero.

Encontro com Joel Bicalho Tostes, representante da família de Euclides

No último dia 15 de outubro, os professores Anabelle Loivos e Luiz Fernando Conde Sangenis estiveram reunidos com o líder do clã dos Cunhas, o Sr. Joel Bicalho Tostes, em Cabo Frio, onde atualmente reside. Foi uma tarde agradabilíssima, em companhia de Joel, Marilu (sua filha) e Carlos (seu genro), que ficaram informados em primeira mão sobre o andamento do Projeto "100 Anos Sem Euclides", no Rio de Janeiro e em Cantagalo. O sr. Joel Bicalho, um octogenário de cintilante lucidez, agraciou os professores com várias sugestões de atividades, nomes importantes do euclidianismo nacional e sendas de pesquisa sobre a biografia de Euclides que ainda não foram levadas adiante - como a possibilidade de haver mais pseudônimos do escritor ou uma imagem do dia de seu casamento contextualizados e quase sempre escritos a mão, sobre temas relativos a Euclides da Cunha e à família. Não é à toa que os membros do Projeto "100 Anos Sem Euclides" deverão votar, em breve, uma moção dedicando a Joel o "cargo solene" de Presidente de Honra dos Conselhos Consultivo e Executivo.

Reunião com o Gerente Comercial da Rota 116 (Concessionária da estrada que liga Itaboraí a Macuco)

Os professores Anabelle Loivos e Luiz Fernando Conde Sangenis foram recebidos, no último dia 07-11, na sede da ROTA 116, no centro de Nova Friburgo, pelo gerente administrativo da Empresa, Adalberto Silva Ribeiro, para apresentarem o Seminário Internacional "100 Anos Sem Euclides" e o livro infanto-juvenil "Quatro Cantos de Euclides". A empresa mostrou-se interessada no projeto, embora ainda não pague imposto de renda, e só possa fazer pequenos patrocínios, com recursos próprios. O gerente Adalberto solicitou mais detalhes orçamentários sobre as ações, a fim de estudar a viabilidade de alguma espécie de apoio da ROTA 116 ao projeto, mesmo que não seja apenas financeiro. Sabemos que a ROTA 116 trabalha na concessão da estrada que liga as cidades de Macuco a Itaboraí e está, portanto, dentro do perímetro de interesse do Projeto "100 Anos Sem Euclides". Nos últimos anos, a empresa vem apoiando eventos na área cultural e educacional, como forma de firmar compromissos de responsabilidade social em sua área de atuação. Aguardamos para breve um retorno da ROTA, a fim de que possamos celebrar mais uma parceria na região centro-norte fluminense.

Solicitação de audiência com a Secretária de Estado de Cultura do Rio de Janeiro, Adriana Scorzelli Rattes

O Conselho Consultivo do Projeto "100 Anos Sem Euclides", há cerca de pouco mais de um mês, está tentando - infelizmente, sem sucesso - agendar uma audiência com a secretária de Cultura do Estado do Rio, a senhora Adriana Rattes, mas não houve uma resposta de sua chefia de gabinete, até o presente momento. O motivo do pedido de audiência é o de que, juntos, representantes da sociedade civil e do poder público pudéssemos conversar sobre o aparelho físico da Casa de Euclides da Cunha, em Cantagalo-RJ, cujo atual estado é precaríssimo. Este encontro de mediação justifica-se pela necessidade de unirmos esforços, um ano antes do centenário de morte do ilustre escritor fluminense, Euclides da Cunha, para que as atividades em torno de sua obra possam contemplar como ponto central o museu dedicado ao escritor, em sua cidade natal. A Casa de Euclides da Cunha tem sérios problemas estruturais e de conservação do acervo, que preocupam os organizadores e parceiros do Projeto "100 Anos Sem Euclides". Se ainda pudermos ser ouvidos pela senhora secretária de Cultura, como é o nosso desejo, representaremos o povo de Cantagalo e seu clamor pela reforma da Casa de Euclides da Cunha, centro icônico desta celebração que terá lugar em setembro de 2009.

Vídeo institucional do Projeto "100 Anos Sem Euclides" no YouTube

Produzido pela Caraminholas Produções Culturais, para divulgar as ações-mestras do Projeto "100 Anos Sem Euclides" a potenciais patrocinadores, o vídeo tem pouco mais de 2 minutos de duração, e conta com a participação de membros dos Conselhos Consultivo e Executivo do projeto.

O vídeo também está na comunidade "100 Anos Sem Euclides", no Orkut, cujo endereço virtual é: http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=44050929 ou http://www.orkut.com.br/Main#FavoriteVideos.aspx?uid=11450446184078412390

Contato com a Diretora da Biblioteca Pública do Estado do Rio de Janeiro

A professora Anabelle Loivos recebeu um telefonema da professora Ana Lígia Medeiros, diretora da BPERJ - Biblioteca Pública do Estado do Rio de Janeiro, após contato por e-mail com a Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro. A diretora da BPERJ se colocou à disposição do Projeto "100 Anos Sem Euclides", para auxiliar na distribuição dos livros infanto-juvenis ("Quatro Cantos de Euclides") para outras bibliotecas públicas do Estado, quando de sua edição. Ficou, ainda, de intermediar novos contatos dos representantes do projeto com outros órgãos da FUNARJ - Fundação Anita Mantuano de Artes do Estado do Rio de Janeiro, dando um parecer favorável às ações propostas e encaminhando nossa solicitação de uma audiência à Secretária de Estado de Cultura, Adriana Rattes.

Apresentação do Projeto "100 Anos Sem Euclides" na 16.ª Semana de Iniciação Científica (Semic) da UERJ - Universidade do Estado do Rio

O professor Luiz Fernando Conde Sangenis apresentou, sob a forma de painel (com a produção de um banner), o Projeto "100 Anos Sem Euclides", na UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro, campus Maracanã), durante a 16.a SEMIC - Semana de Iniciação Científica. O evento serviu para reforçar as diretrizes de interiorização das ações da universidade, para que ela seja cada vez mais a universidade do Estado do Rio e, não apenas, da cidade do Rio de Janeiro. Nesta perspectiva, o projeto de extensão "100 Anos Sem Euclides", registrado no sistema acadêmico da UERJ, obteve várias visitas e comentários durante a SEMIC, e prosseguirá com suas ações (principalmente nos municípios das regiões serrana-norte fluminense), durante todo o ano de 2009.

E-mails enviados pela Comissão Executiva do Projeto "100 Anos Sem Euclides" para o Senado Federal.

A Comissão Executiva do Projeto "100 Anos Sem Euclides" enviou e-mail a quatro Senadores da República, cujas biografias de alguma forma contêm pontos de encontro com a obra euclidiana.

São eles: Senador Eduardo Suplicy, Senador Cristóvam Buarque, Senador Marco Maciel e Senador.

A cada um deles expressamos o desejo de poder contar com a parceria do Senado Federal e com o seu empenhamento pessoal para a dinamização (em Brasília ou em nível nacional) de alguma das ações previstas no projeto. Frisamos, ainda que ficaríamos igualmente honrados com a presença de todos eles no Seminário Internacional "100 Anos Sem Euclides", que ocorrerá entre os dias 25 e 27 de setembro de 2009, em Cantagalo-RJ. Aguardamos ansiosos os aceites de Suas Excelências.

E-mails enviados pela Comissão Executiva do Projeto "100 Anos Sem Euclides" para empresas que possam ser virtuais patrocinadoras das diversas ações previstas.

O Conselho Executivo do Projeto "100 Anos Sem Euclides" enviou e-mails de apresentação do citado projeto a uma série de empresas (e/ou às suas respectivas Fundações) que possam vir a ser virtuais patrocinadoras das ações-mote (Seminário Internacional e Livro Infanto-Juvenil), solicitando informações sobre os seus programas de patrocínios culturais.

Foram contactadas as seguintes empresas: Holcim Brasil (através do Instituto Holcim); Grupo Votorantim (através do Instituto Votorantim); Fundação Banco do Brasil; FURNAS Centrais Elétricas S.A.; Stam Metalúrgica S.A.; Lafarge Brasil; Concessionária Rota 116.

Até o presente momento, obtivemos respostas das três últimas empresas citadas, com cujos representantes voltaremos a manter contato para o ano-exercício de 2009, a fim de que possamos firmar alguma espécie de parceria, senão de mecenato, de suporte e apoio ao projeto.

Cartas de anuência para o Seminário Internacional "100 Anos Sem Euclides" já enviadas à coordenação do evento

A Comissão Organizadora do Seminário "100 Anos Sem Euclides" já recebeu as confirmações de participação e cartas de anuência dos seguintes pesquisadores e convidados:

  • Fany Teixeira Abrahim
    (Diretora da Casa de Euclides da Cunha; Cantagalo- RJ);

  • Ariano Villar Suassuna
    (escritor e dramaturgo; Recife-PE);

  • Felipe Pereira Rissato
    (pesquisador da iconografia relativa a Euclides de Cunha; Belém-PA);

  • Gonçalo Ferreira da Silva
    (presidente da Academia Brasileira de Cordel; Rio de Janeiro-RJ);

  • João Luiz Duboc Pinaud
    (juiz, professor universitário, membro da ONU e ex- secretário Nacional de Direitos Humanos; Niterói-RJ);

  • Rodrigo Fernandes das Neves
    (procurador do Estado do Acre e documentarista, autor de “Epopéia Euclydeacreana”; Rio Branco-AC);

  • Antonio Olavo dos Santos Filho
    (idealizador do site “Portfolium” – acervo digital sobre Canudos, documentarista e autor de “Paixão e morte no sertão de Canudos”; Lauro de Freitas-BA);

  • Álvaro Ribeiro de Oliveira Netto
    (fundador-presidente do Instituto Cultural Oswaldo Galotti; São José do Rio Pardo-SP);

  • Cícero Augusto Ribeiro Sandroni
    (presidente da Academia Brasileira de Letras; Rio de Janeiro-RJ);

  • Fadel David Antonio Filho
    (professor do Instituo de Geociências da UNESP; Rio Claro-SP);

  • Juan Carlos Pires de Andrade
    (idealizador do site “Euclides Site”; Guarulhos-SP);

  • Regina Maria do Rego Monteiro de Abreu
    (professora do programa de mestrado em Memória Social da UNIRIO; Rio de Janeiro-RJ);

  • Noilton Nunes
    (cineasta e autor de “A Paz é Dourada”; Rio de Janeiro-RJ);

  • José Carlos Barreto de Santana
    (reitor da Universidade Estadual de Feira de Santana; Feira de Santana-BA);

  • Walnice Nogueira Galvão
    (professora titular da Faculdade de Letras da USP; São Paulo-SP);

  • Maria Olívia Garcia Ribeiro de Arruda
    (professora de Literatura Brasileira da UNIP-São José do Rio Pardo; São José do Rio Pardo-SP);

  • Arquilau de Castro Melo
    (desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Acre; Rio Branco-AC);

  • Joel Bicalho Tostes
    (advogado e representante da família de Euclides da Cunha; Cabo Frio-RJ);

  • Luitgarde Oliveira Cavalcanti Barros
    (professora do Departamento de Ciências Sociais da UERJ; Rio de Janeiro-RJ);

  • Ronaldes de Melo e Souza
    (professor da Faculdade de Letras da UFRJ; Rio de Janeiro-RJ);

  • Leopoldo Marcos Garcia Lopes Bernucci
    (professor do departamento de Espanhol/Cadeira de Estudos Latino-Americanos da UCDavis – Texas; Davis, CA – USA);

  • Luiz Filipe Miranda de Souza Ribeiro
    (professor do Instituto de Letras da UFF/departamento de Literatura Brasileira; Rio de Janeiro-RJ);

  • Márcio José Lauria
    (professor da Fundação Euclides da Cunha/FEUC e presidente do Conselho Euclidiano; São José do Rio Pardo-SP);

  • Magali Alonso de Lima
    (professora do departamento de Educação da Faculdade de Formação de Professores da UERJ/São Gonçalo;
    Niterói-RJ);

  • Edmo Rodrigues Lutterbach
    (promotor e procurador de justiça do Estado do Rio Janeiro e presidente das Academias Fluminense e Cantagalense de Letras; Niterói-RJ);

  • Anélia Montechiari Pietrani
    (professora do departamento de Literatura Brasileira da Faculdade de Letras da UFRJ; Niterói-RJ);

  • Berthold Zilly
    (professor de Literatura Latino-Americana e Língua Portuguesa da Universidade Livre de Berlin e tradutor de Os sertões para o alemão; Berlim-Alemanha).

Sintam-se todos muito acolhidos, desde já, pela Comissão de Organização do Seminário Internacional "100 Anos Sem Euclides"!

Vinculação do Projeto "100 Anos Sem Euclides" às Cátedras da UNESCO

Através do ILTC (Instituto de Lógica, Filosofia e Teoria da Ciência) e em convênio com a ORDECC/Colégio do Brasil, o Projeto "100 Anos Sem Euclides" passou a integrar o programa de atividades extensionistas das Cátedras da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) denominadas "Cidade e Meio Ambiente" e "Economia Global e Desenvolvimento Sustentável", duas das 25 Cátedras da UNESCO estabelecidas no Brasil, em 1992. O objetivo geral das Cátedras é o de promover a cultura de base interdisciplinar em matéria de desenvolvimento, de cidade e de meio ambiente. E o Projeto "100 Anos Sem Euclides", na ação do curso de extensão "Letras verdes em Euclides da Cunha", contempla esta dimensão das Cátedras da UNESCO, ao traduzir-se como um programa de educação permanente para professores. Através desta parceria, a professora Anabelle Loivos assumirá, nas Cátedras, além das atividades de extensão concernentes ao projeto, a gestão de cursos de pós-graduação, pesquisa, treinamento, informação e documentação relativos às interações significantes entre meio ambiente, cidades e desenvolvimento. Trata-se de uma conquista relevante para o Projeto "100 Anos Sem Euclides" e seus membros, como também para os docentes da região centro-norte fluminense, que serão contemplados com projetos de formação continuada, chancelados pelas Cátedras da UNESCO - "Cidade e Meio Ambiente" e "Economia Global e Desenvolvimento Sustentável".

Contatos e apresentações do Projeto "100 Anos Sem Euclides" durante a 96ª Semana Euclidiana de São José do Rio Pardo-SP

Berço do euclidianismo brasileiro, São José do Rio Pardo também estará presente nas ações do Projeto "100 Anos Sem Euclides", através de vários de seus representantes - com quem foram estabelecidos gentis contatos, durante a visita feita à cidade pelos professores Anabelle Loivos e Luiz Fernando Sangenis. Na cidade em que morou e trabalhou o engenheiro Euclides da Cunha - e que guarda de forma tão especial a sua memória e o significado de sua obra emblemática -, temos o prazer de contar como parceiros com os professores Márcio José Lauria, Rodolpho Del Guerra, Carmen Cecília Trovatto Maschietto, Guilherme Félice Garcia, Maria Olívia Garcia Ribeiro de Arruda e Álvaro Ribeiro de Oliveira Netto. A FEUC (Faculdade Euclides da Cunha) e a UNIP (Universidade Paulista - campus São José do Rio Pardo) também nos convidaram para falar sobre o projeto aos seus docentes e alunos. A Casa de Cultura Euclides da Cunha, sob o comando da professora Ana Lucia Sernaglia, também nos honrou com a programação de uma palestra e duas aulas sobre o projeto, durante a Semana Euclidiana, para alunos dos Ciclos de Estudos e comunidade em geral. Além disto, os filhos adotivos de "Sanzé" (como a cidade é carinhosamente chamada pelos que a freqüentam) também fecharam conosco parcerias: Rachel Aparecida Bueno da Silva, Nicola Costa, Stênio Esteter e Milza Barreto. Todos estes apoios serão fundamentais para fomentar e revitalizar o euclidianismo na própria terra de Euclides, com a inspiração de São José do Rio Pardo. Desde já, o nosso muito obrigado a todos os rio-pardenses!

Parceria entre a FE-UFRJ e a UNIRIO (em seu Programa de Pós-Graduação em Memória Social).

A professora Regina Abreu, autora de "O enigma de Os sertões", propôs à Comissão Executiva do Projeto "100 Anos Sem Euclides" a realização, na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), de um evento paralelo ao Seminário Internacional que acontecerá em Cantagalo, numa parceria entre o nosso projeto e o Programa de Pós-Graduação em Memória Social da UNIRIO. A professora Regina, que é também membro do Comitê Científico do Seminário "100 Anos Sem Euclides", sugeriu que fizéssemos uma sessão no Auditório Paulo Freire da UNIRIO, com a presença de um conferencista internacional com debatedores, além da exibição do filme "A Paz é Dourada", do cineasta Noilton Nunes, em uma mesa redonda sobre Euclides da Cunha e o cinema. A idéia da professora Regina é a de convidar o premiado diretor e cineasta Nelson Pereira dos Santos para falar sobre Cinema Novo e Euclides, na ocasião. Caso as propostas sejam assumidas pelos parceiros (UFRJ, UERJ, UNIRIO, ILTC e demais integrantes da Comissão Executiva do Projeto "100 Anos Sem Euclides"), outra idéia é a de estender as ações para uma Jornada Euclidiana na UNIRIO, algo em torno de dois ou três dias, a fim de abarcar todas as contribuições ao evento. Desejamos que esta seja mais uma parceria de sucesso.

Concorrência do Projeto "100 Anos Sem Euclides" ao edital "Pontos de Cultura", da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro

O ILTC e a Casa de Euclides da Cunha (Cantagalo-RJ) darão entrada, até 11 de dezembro, num processo de concorrência ao edital "Pontos de Cultura", da SEC-RJ. Os Pontos de Cultura são iniciativas culturais desenvolvidas pela sociedade civil, com o apoio do Ministério da Cultura. Trata-se de recursos para cada um dos 150 projetos culturais que serão selecionados, em todo o Estado. Esses recursos (180 mil reais, distribuídos em três anos) poderão ser utilizados para a realização de cursos, oficinas e eventos culturais, compra de equipamentos, entre outros. No caso específico do Projeto "100 Anos Sem Euclides", a idéia foi buscar na comunidade cantagalense um parceiro que já possui inserção na área cultural, como a Casa de Euclides da Cunha, e, através de ações conjuntas, apoiar o desenvolvimento do projeto, acompanhar a prestação de contas, realizar atividades coordenadas por ambas as entidades (ILTC e CEC), além de compartilhar o espaço físico do museu para as ações do projeto. Isto trará enormes benefícios à Casa de Euclides da Cunha, que poderá ter seu acervo digitalizado e passará a ser um centro de referência cultural e de inclusão digital, com a modernização das suas instalações.

Ariano Suassuna no Seminário Internacional "100 Anos Sem Euclides"

No último dia 20 de outubro, depois de um mês de contatos e negociações com o assessor direto do escritor, o Projeto "100 Anos Sem Euclides" recebeu a carta de anuência e aceite de participação de Ariano Suassuna no Seminário Internacional, que acontecerá em setembro de 2009. O célebre dramaturgo paraibano, autor de "Auto da Compadecida" e outras tantas peças do teatro brasileiro, dará uma aula-show em Cantagalo, falando sobre "Euclides da Cunha do Brasil". Ferrenho defensor das raízes culturais nordestinas e com 81 anos de pura vitalidade, Ariano viaja pelo Brasil defendendo a idéia da criação de uma arte brasileira de qualidade, sintetizando as raízes populares e eruditas da cultura nacional. Leitor assíduo de Euclides da Cunha, esperamos que sua aula-espetáculo seja uma excelente oportunidade para a democratização do próprio evento, uma vez que ela será transmitida ao vivo em praça pública, dando à comunidade acesso à programação do Seminário.

Apresentação do Projeto "100 Anos Sem Euclides" no ILTC - Instituto de Lógica, Filosofia e Teoria da Ciência

Durante o Ciclo de Palestras 2008 ("Contribuições para discutir Educação e Desenvolvimento"), na sede do ILTC, em Niterói, no dia 08/09, a professora Anabelle Loivos detalhou os planos para o centenário da morte do genial escritor brasileiro, Euclides da Cunha. O Projeto "100 Anos sem Euclides" foi anunciado como um revigorante e conseqüente ciclo de eventos para a cultura no Estado do Rio de Janeiro, com desdobramentos previstos também para outras regiões do Brasil. Participaram do evento estudantes, professores e profissionais liberais do Rio de Janeiro e Niterói.

Lançamento de Concurso de Trovas sobre Euclides da Cunha, no âmbito dos países de língua portuguesa

No último dia 08-11, na cidade de Cantagalo, os professores Anabelle Loivos e Luiz Fernando Sangenis acertaram mais uma parceria para o projeto "100 Anos Sem Euclides": trata-se da representação dos trovadores locais, através da poeta cantagalense Ruth Farah Lutterbach, que organizará um Concurso de Trovas sobre Euclides da Cunha, em 2009, no âmbito dos países de Língua Portuguesa. A premiação às trovas vencedoras do concurso deverá acontecer dentro da programação do Seminário Internacional "100 Anos Sem Euclides", em setembro de 2009, na terra natal de Euclides.

Convite para participação na Semana Euclidiana em Rio Branco, Acre (de 8 a 11 de dezembro de 2008).

A professora Anabelle Loivos foi convidada pela comissão de organização da Semana Euclidiana do Acre para proferir a palestra de abertura da edição deste ano, em 8 de dezembro de 2008, além de um mini-curso sobre a obra de Euclides da Cunha. A Semana Euclidiana do Acre é promovida pelo Tribunal de Justiça do Estado do Acre e pela Universidade Federal do Acre (UFAC), e objetiva incorporar a figura de Euclides da Cunha definitivamente na História do Estado, conforme defende o idealizador do movimento em Rio Branco, o desembargador Arquilau de Castro Melo - grande estudioso da passagem de Euclides pela Amazônia e entusiasta da democratização de seu legado literário e sociológico. Na ocasião, será apresentado o Projeto "100 Anos Sem Euclides", além das ações já executadas em 2008 e daquelas planejadas para 2009, o ano do centenário de morte do escritor fluminense. A professora Anabelle Loivos encaminhará, ainda, um protocolo de parceria com a Universidade Federal do Acre para o Curso de Extensão "Letras verdes em Euclides da Cunha" (certificado pela Faculdade de Educação da UFRJ), de formação continuada de professores.

Concorrência do Projeto "100 Anos Sem Euclides" ao edital PROEXT-MEC-CULTURA, pela FFP-UERJ (Faculdade de Formação de Professores - São Gonçalo-RJ).

O MinC (Ministério da Cultura) publicou edital de apoio ao Programa de Extensão Universitária do Ministério da Educação (MEC) - PROEXT MEC/CULTURA 2008 - com objetivo de incentivar as Instituições Públicas de Ensino Superior a desenvolverem projetos de extensão que contemplem temas relacionados à Política Nacional de Cultura, com ênfase na inclusão social e cultural. O Projeto "100 Anos Sem Euclides" foi apresentado em novembro pela UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), em sua Faculdade de Formação de Professores (FFP - São Gonçalo), para concorrer ao edital, na área temática que contempla "Memória Social e Patrimônio, Leitura e Cidadania". Os resultados finais do edital com os projetos contemplados com verbas de incentivo sairão até o final do ano de 2008.

Evento euclidiano na UNESA - Universidade Estácio de Sá, em agosto de 2009, organizado pelo Curso de Pedagogia.

O Curso de Pedagogia da UNESA, para o próximo ano de 2009, está organizando uma mesa composta por estudiosos e especialistas em Euclides da Cunha, com o objetivo de marcar o centenário da morte do escritor Euclides da Cunha. O evento será dirigido para os alunos dos diversos cursos de licenciatura da maior universidade privada do país, e aberto à comunidade.

Carta de anuência da LAFARGE considerando interesse em patrocinar, via Lei de Incentivos Fiscais (Lei Rouanet), o Projeto "100 Anos Sem Euclides"

A Lafarge Brasil concedeu ao Projeto "100 Anos Sem Euclides" uma carta de apoio, para fins de comprovação junto ao MinC, declarando que as ações do projeto se enquadram na política de responsabilidade social e de incentivos culturas da empresa. Na carta, a Lafarge se coloca aberta para contatos a fim de avaliar a possibilidade de patrocínio, caso o Projeto "100 Anos Sem Euclides" seja acolhido por alguma lei de mecenato. O documento será entregue como anexo à documentação exigida pelo MinC para a apreciação de projetos que requerem patrocínios via Lei Rouanet.

 


Boletim informativo do projeto “100 Anos Sem Euclides”

 

  Copyright © 2017 ILTC       Todos os direitos reservados.